Bem vindo ao site da Junta de Freguesia do Alferce

Freguesia do Alferce

apetece viver...

Cultura

No âmbito cultural, destaca-se as tradições nomeadamente as que deram origem a festividades, como a festa em honra do Padroeiro, o magusto, a festa do Bolo de Tacho e outras.

No 1º fim de semana de Agosto realiza-se a festa em Honra do Padroeiro, que é São Romão. É uma festa que se constitui por uma parte religiosa de consta a celebração de missa e procissão e por uma parte profana. Desconhece-se a data de início desta festa, mas, sabe-se que é uma festa centenária.

Devido à abundância de castanhas que em tempos existiu na região, era costume os produtores, depois das colheitas, se juntarem entre familiares e amigos e, no dia um de Novembro, realizarem um magusto de castanhas e provarem o vinho.

Uma das culturas que predominava a agricultura da região era a cultura do milho, que de várias formas servia como um dos principais sustentos, porque era utilizado como o principal alimento dos animais para produção de carne (Porco e Galinhas) mas, também a farinha extraída deste cereal era utilizada na confecção de muitos alimentos onde se enquadra o bolo de milho, actualmente denominado "Bolo de Tacho"que pela tradição das famílias se juntarem entre elas e amigos, no dia 1 de Maio, organizarem passeios pelo campo denominados "Desmaios"  em que cada um levar o seu bolo de tacho para as provas e a sua famosa aguardente de medronho.

Na sequência da promoção destes produtos a Freguesia de Alferce criou a Festa de "Bolo de Tacho" a 1 de Maio, onde consta de feira de produtos locais com provas do célebre bolo e animação musical.

Também porque a aguardente de medronho é um produto que em tempos  teve algum releve na economia desta Freguesia e pela sua qualidade  impar, e que actualmente está de novo a ter algum impacto na nossa economia, a Freguesia também considerando o facto da promoção deste produto, criou a "Festa do Medronho" do Concelho de Monchique, que teve a sua 1ª edição no Verão de 2011.

Alferce também apresenta anualmente a construção de um presépio em espaço publico, trabalho efectuado com a colaboração da comunidade e assim revivendo a tradição da maioria das famílias que na quadra Natalícia, construíam um presépio em suas casas. Projecto que já se enraizou como um evento de grande atracção turística.